meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

08
Set 14

14 - 1 (2).jpg

 

sonhos que invento

de fogo e ternura

em atiçado vento

 

abro-te os braços

e deixo-me amar

teu amor é cura

deixa-me a sonhar.

 

sou feita de chama

tenho sede de entrega

no linho da cama

meu corpo não se nega

e p'lo teu chama.

 

com louca vontade

caindo no cansado

quando chega a saudade.

 

amor eu não sei

se amor imploraste

ou fui eu que to dei,

ou coisa que inventaste,

se é uma canção gasta

que de mim te afasta...

 

ilusão ingénua

ou encantamento

despertando ardor

 

os sonhos que invento

ah...sei lá eu amor!

 

 

romã

natalia nuno

publicado por natalia às 22:19

Quanta saúdade!
pimentaeouro a 19 de Setembro de 2014 às 22:03

Obrigada pela visita

meu abraço
natalia a 29 de Outubro de 2014 às 23:37

Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO