meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

14
Abr 18

#WWPQ (1).jpg

 

atravesso lugares, becos e pontes

tropeço ingénuamente

sigo por atalhos, procurando

horizontes, levando no coração

o amor docemente

mesmo no meu abrigo vou sonhando

com o mundo perfeito

e algures no sonho acabo afogando

as esperanças, é este o meu jeito.

 

lanço um olhar e tudo parece

renascer, tudo se anima e reaviva

a paz não pode morrer!

em mim albergo a felicidade viva

 

quero viver em seara madura

de paz e amor, porque assim tem de ser

é esta a sede do m'coração

onde a ternura se faz plantação

eu me dessento e encontro prazer.

 

natalia nuno

publicado por natalia às 13:32

Abril 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO