meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

16
Set 18

 5a90f26755d69d31f47ce49cdd3ac5cc.jpg

 

acompanhada e só

cada vez mais me confundo

será que desatou o nó

e o amor está moribundo?

dos caminhos que a alma pisa

vem-me este enganoso pensamento

olvidar-te meu coração precisa

para acabar este tormento

as sombras do dia vão alto

já se foi mais uma jornada,

trago o coração em sobressalto

serei eu pouco, ou serei nada?

 

são sempre as trevas que rendem

se os sonhos não se acendem

 

natalia nuno

 

 

contador de visitas
publicado por natalia às 16:05

Setembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

17
18
19
20
21
22

23
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO