meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

02
Out 13

trago alegria nas cordas

da garganta

trago a vida aquecida

o sangue a pulsar

conforta-me esta noite sem fim

já nada me espanta

nem que a morte venha rondar

paira a poesia na minha vida

de esperanças colorida

a vida quero agarrar

 

minhas palavras são saudade

meu sonho é liberdade

 

romã

publicado por natalia às 01:03

não sei por que me pus triste

nem sei de onde a tristeza vem

que me cerca a vida

e ameaça o peito

não há nada nem ninguém

que a leve de qualquer jeito

ao meu encontro avança

sempre de mim se inteira

o coração aperta e cansa

mas não sai da minha beira

 

não sei por que me pus triste

se a lua ilumina a minha insónia

 

romã

publicado por natalia às 00:43

01
Out 13

ouves o som das minhas palavras,

melodias da memória?

nelas tudo o que me vai por dentro

segredos passados

segredos de amor

palavras chorando

outras cantando

 

mas tu não ouves!

olhas-me indiferente

como se fosse crisálida pronta

a morrer

irremediavelmente...

 

ouve antes as notícias do mundo!

que eu estou cansada de amar-te

 

romã

publicado por natalia às 20:07

partimos na ilusão de chegar

o relógio conta as horas

é sempre hora para amar

mais um dia em que sim

no meu sonhar acordada

eu sinto que sou amada,

assim,

morremos felizes aos poucos

enquanto as folhas caem

entoamos suspiros loucos.

 

os dois sem idade

morte plena de felicidade.

 

romã

publicado por natalia às 10:11

Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


23
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO