meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

03
Dez 13

pega estes versos que te dou

que fiz com prazer e arte

sou a que mais te amou

e vivo para cantar-te

se o destino é agrura

dor, ou punição

com amor e com ternura

te entrego meu coração

não sei de mim sem ti

trago o peito apertadinho

do tanto que vivi

foste o sol no meu caminho

 

pega estes versos que te faço

alastrem como chama da fogueira

sintam dos teus braços o abraço

e meu coração esqueça canseira

tudo o que levo desta vida

e a luz que nos meus olhos se vê

saudades sem conta nem medida

que saudade igual não te dê

e da memória d'outros dias

lembranças de amores distantes

levo rosas e melancolias

sonhos de todos os instantes.

 

romã

 

publicado por natalia às 14:54

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO