meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

15
Dez 19

Estimados amigos e leitores estou a tentar passar os poemas deste meu blog para o principal que é Orvalhos Poesia, agradeço pela leitura e visita ao meu mais antigo blog, onde deixarei toda a minha poesia....................muito obrigada a todos que aqui me visitaram... meu abraço de amizade

publicado por natalia às 11:54

01
Jan 17

 

2017 - 1 (1).jpg

 

Hoje é a primeira página dum livro em branco, mistério... para uns de tranquila solidão, para outros de sonho, para outros de dias conturbados, mas...este começo de ano traz-nos sempre uma sedução pensativa, um vigor que nos vai ajudando a escrever cada página com palavras de sol, em linhas de brisas, com infinito desejo de sermos um pouco mais felizes..................tempo novo..................................................................................é tempo de fazer acontecer, tal como as árvores quando chega a primavera fulgem e o mar canta e se espraia até nós... vamos acreditar, ousar, arriscar, sermos luz e esquecermos a cegueira...conservar a esperança e o sonho é preciso.

 

natalianuno

publicado por natalia às 18:16

11
Set 15

05.09.15 - 1.jpg

 

Celebra-se a chuva
agitam-se os ares
fica teu alento humedecido

teus passos seguros

se assim o desejares...

o pulsar do sol
faz parte do teu dia
e na tua essência de terra
íntima festa com a natureza,
assim tua vida seria...
ao despertar o alvor
um raminho de giesta
na almofada... com amor,
e o sopro da brisa ao ouvido
continuaria a festa

numa melodia alada,
e a felicidade tão livre

faria sentido...

natália nuno

publicado por natalia às 22:58

19
Jun 15

agonizo-sin-tu-amor.jpg

 

 há silêncio no meu peito

a noite vai madura

e há luar que

o meu rosto emoldura

trago a esperança a madrugar

na esperança de ver-te chegar

a saudade cresce de mansinho

pressinto-te a  cada hora

a estreitar-me nos teus braços

pela noite fora...com carinho

então sou flor aberta

aroma que a ti se oferta.

quando o luar se esconder

vou-te dizer

- és tudo o que a vida tem

pra me oferecer!

 

natalia nuno

 

publicado por natalia às 16:49

21
Mai 15

12.01.15 - 1 (1).jpg

 

à tardinha a terra é morna

rejubila o meu coração de outono

à memória sempre torna

aquele aroma da infância

onde a sonhar me abandono

trago a ânsia das estrelas

o delírio de voar

dou-me conta dos sentimentos

da saudade que não sei calar.

 

a vida outrora me dava alegria

como pôde tudo mudar um dia?

na memória sobrevive o que amamos

o que trazemos ainda no coração

o rio, o loureiro, o carreiro

o nosso chão...

cresceu o trigo, cheira a pão

lá vou eu criança levada p'la mão

cheiro a fumo, o fogo é lento

vejo as chamas a dançar

cresce-me um sorriso

afinal nada caíu no esquecimento.

 

natalia nuno

romã

 

 

 

publicado por natalia às 16:59

06
Abr 15

15 - 1 (1).jpg

 

na minha mente

há sempre uma trémula lembrança

uma palavra a pulsar de esperança

no meu íntimo,

há uma voz em alvoroço que só eu ouço,

minha mão insegura

perante a incerteza... escreve!

escreve em desvario,

com loucura

o que deve e o que não deve

e o Poema é brasa que estremece

de emoção no meu caminho

é tão íntimo e intenso

o que escrevo, o que penso

e o que não penso...

que a vida é rosa e é espinho.

 

natalia nuno

romã

 

 

publicado por natalia às 17:55

12
Mar 15

11021279_1604615963102388_6009487329355254223_n.jp

 

agitei os ares

com palavras de vento

emudeci a chuva

triste e sem alento

com minha ânsia invoco a primavera

resgato da memória recordações

recito versos de saudade

crio ilusões

um cântaro cheio de infância e

claridade...

no alvor da madrugada

desperto um pintassilgo

que me devolve a terra amada

por ser meu amigo...

 

bate o sol nas laranjeiras

de Mozart me chega a melodia

logo as notas... as primeiras!

que adoçam minha alma vazia

 

natalia nuno

rosafogo

 

 

publicado por natalia às 14:53

27
Fev 15

 

15 - 1 (6).jpg

 

semeio palavras na aragem do vento

palavras com aroma de infância

paseiam-se pelo firmamento,

crescem  na claridade do meu olhar

na saudade ao lembrar

sussuram por entre os lírios do campo

palavras onde me encontro brincando

e nelas meu coração pulsando...

 

minha alma segue nesta melancolia

a vida fugidia e

cada paisagem me lembra um rosto

amigo, cantam as papoilas, o rio

e os melros seu assobio

palavras rasgam o arvoredo

e seguem do meu coração sem medo

 

natalia nuno

 

 

 

 

 

 

publicado por natalia às 15:51

28
Jan 15

 

10906480_845825548810802_4622271398591868380_n.jpg

 

Sinto-me um rouxinol

voando sobre seara amarela

sedento de sombra, fugindo ao sol,

ou uma papoila singela

a rodopiar ao vento...

p'la janela, olho o movimento lento

do rio, o silêncio do nada, o vazio,

e sobre o papel inicio mais um poema

sombrio...

 

estendo a colcha de renda

sobre a cama,

ouço o bater do coração

que te ama,

os lençóis vazios, 

e o poema ainda mal começou.

 

conformado com os dedos frios

com quem se cruzou,

diz-me baixinho:

segue e deixa-me p'lo caminho.

 

natalia nuno

romã

 

 

 

 

 

 

publicado por natalia às 16:29

04
Jan 15

17857341_0DykG.jpeg

 

trago este condão de vida

que é luz que me ateia

se ando um pouco perdida

só teu amor me incendeia,

memórias e afeições

que em versos lavro

há nelas indagações

do que poderia ser diferente

mas nada altero...

no universo da minha mente

é teu amor que ainda quero.

 

natalia nuno

româ

 

publicado por natalia às 22:50

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO