meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

08
Set 14

14 - 1 (2).jpg

 

sonhos que invento

de fogo e ternura

em atiçado vento

 

abro-te os braços

e deixo-me amar

teu amor é cura

deixa-me a sonhar.

 

sou feita de chama

tenho sede de entrega

no linho da cama

meu corpo não se nega

e p'lo teu chama.

 

com louca vontade

caindo no cansado

quando chega a saudade.

 

amor eu não sei

se amor imploraste

ou fui eu que to dei,

ou coisa que inventaste,

se é uma canção gasta

que de mim te afasta...

 

ilusão ingénua

ou encantamento

despertando ardor

 

os sonhos que invento

ah...sei lá eu amor!

 

 

romã

natalia nuno

contador de visitas
publicado por natalia às 22:19

Quanta saúdade!
pimentaeouro a 19 de Setembro de 2014 às 22:03

Obrigada pela visita

meu abraço
natalia a 29 de Outubro de 2014 às 23:37

Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO