meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

28
Nov 14

14 - 1 (2).jpg

 

meu corpo fremente

suspira de amor

surges de repente

esquece tudo ao redor

um olhar, um gesto,

um perfume feiticeiro

teu coração traiçoeiro.

 

o que vier aceito

até teu amor

imperfeito...

 

sonho tua presença

me leve ao prazer,

ilusão que alimenta

este meu querer.

 

romã

natalia nuno

contador de visitas
publicado por natalia às 16:24

Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

19
21

23
24
25
26
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO