meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

13
Jun 14

IMG_2184.JPG

 

o riso se entretém na minha boca

a saudade me aquece na solidão

neste tarde chuvosa e louca

gargalhamos dando a mão

enquanto sonhamos

já levamos a vida inteira

trazemos tudo na memória

onde até a alegria é ilusória

o sonho furtivo

porém ainda vivo.

 

quando a nostalgia é

nossa companhia

descanso o braço no teu braço

a vida é ainda generosa

e eu amo-te...

 

 

romã

 

contador de visitas
publicado por natalia às 16:39

Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

17
18

22
24
25
28

29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO