meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

30
Dez 14

14 - 1 (2).jpg

 

os gemidos que saem dos

meus dedos, ninguém sabe

ninguém ouve...são segredos.

impulsos que não venço

e cada vez mais me convenço

que me hão-de levar à loucura,

dedos que deslizam em pontas

como bailarinas, ternura 

meninas... sempre prontas

a esboçar um vôo, leves plumas

ingenuidade de quem sonha

sem certezas nenhumas...

 

orquestram verbos de desejo

possuem fogo do coração

meus dedos pássaros de ilusão,

espalham aos quatro ventos

acordam meus pensamentos

escrevem palavras de amargura

outras de prazer, 

sorrio à minha loucura

minha alma ruindo

e meu coração partindo.

 

natalia nuno 

 

 

 

 

 

contador de visitas
publicado por natalia às 15:22

Dezembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
19

22
23
24
25
27

28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO