meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

04
Jul 14

IMG_2184.JPG

 

hei-de ver chegar a primavera

hei-de cantar

colher malmequeres

e assim, perdida de amor

num tempo sem tempo

se tu quiseres,

leva-me p'la mão

ao jardim,

que tenho medo da solidão.

sem destino

eu menina e tu menino

pensaremos que nosso tempo

jamais foi começado

vamos no caminho certo

esqueçamos o errado

o tempo corrói

iludamos a distância

serás o meu perfume

e eu a tua fragrância

caminharemos clandestinos

num sonho só nosso

onde somos meninos...

 

romã

 

 

 

 

 

contador de visitas
publicado por natalia às 22:22

Julho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO