meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

05
Jun 14

10606458_10203867696006293_5427099280882808962_n.j

 

Palavras que tento esquecer

palavras que fazem eco ao meu

ouvido e me iludem

falando de ti, 

o que sinto nem quero saber

a vida é abstração

não quero nem uma palavra

porque são de consolação.

Segue-me o teu olhar

povoa-me de esperanças

como não posso evitar

trago-te junto a mim,

numa suave saudade

que traz de ti a lembrança.

Não é menos verdade

que te pertenço de corpo e alma

e em pensamento constante

continuo a ser mulher

e amante...

 

romã

 

contador de visitas
publicado por natalia às 17:26

Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

17
18

22
24
25
28

29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO