meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

16
Nov 14

14 - 1 (2).jpg

 

nos lençóis quentes

cai a noite deserta

e a recordação é ferida aberta...

é fogo é ternura

é solidão e carência

e na noite escura, sinto

a tua ausência

esvoaça a cortina

entra um ar frio

choro a minha sina

na penumbra do vazio,

lençóis de sofrimento

nas noites sem fim

são já esquecimento

do teu amor por mim

teu corpo era perfume

pétala de jardim

avalanche de beijos

despertando desejos

 

para trás ficou

perdido entre si

tudo o que restou

de mim e de ti...

 

romã

natalia nuno

 

contador de visitas
publicado por natalia às 20:58

Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

19
21

23
24
25
26
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO