meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

13
Jun 15

 

#WWPQ (1).jpg

 

 

e o dia cinzento dita-me em silêncio a nostalgia,

assoma caprichoso, trazendo com ele

o rancor da noite,

quem sabe amanhã outro dia

com uma ternura silenciosa volte o sol...

e com ele a luminosidade que fui

já que a minha alma navega

na luz do orvalho nascente

ou na cintilação dos astros

e o meu coração é o piar insistente

ou o canto duma calhandra

e eu sou a semente levada p'lo vento

da montanha,

caída no esquecimento

abre-se o firmamento

voam minhas estrofes por entre

madressilvas e giestas

e eu sou cativa flor

de ti...meu amor!

 

natalia nuno

 

 
contador de visitas
publicado por natalia às 17:35

Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO