meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

23
Out 13

não é nada meu amor

é a chuva que cai

no centro da noite,

envolve-me nos teus braços

esquece o rumor

todos dormem agora exaustos

só nós fazemos amor...

anda devagar

deixa os pássaros enganados

não apresses a madrugada

escuta o que cresce em nós

desejos sem cessar,

deixa-me

recolher da tua boca

febril os beijos,

oferecer-te as mãos

em satisfação

indo e voltando

o coração pulsando

e eu saberei inventar

e impregnar de ternura

 

sem pressas

que o dia pode esperar

 

 

 

 

 

 

romã

contador de visitas
publicado por natalia às 00:32

Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


26



mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO