meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

28
Dez 13

15 - 1 (2).jpg

 

 trago o coração parado
nem o silêncio o consola
se amor não lhe fôr dado
não o pedirá por esmola
 
dói-me de tanta saudade
e desta vida agastada
se amor não é de verdade
imaginário...não é nada...
 
o coração vive fechado
num corredor de escuridão
a vida o traz agastado
e sofredor de paixão...
 
palavra vai... palavra vem
para ti com laivos de amor
para mim vens com desdém
mas não guardo rancor...

 

natalia nuno
 

 

contador de visitas
publicado por natalia às 13:41

Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
14

18
21

22
24
25
26
27

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO