meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

26
Dez 14

17857341_0DykG.jpeg

 

o

amor ficou colado ao vento

que passou pelas letras do poema

em fuga, breve, breve sentimento

amor já não volta a ser o tema.

amor, sentimento que desencandeia

ciúme que magoa, tecida teia, sofrer à toa,

tempestade de areia

vento do nordeste...

 

amor tão pouco o que me deste!

 

natalia nuno

 

 

 

 

contador de visitas
publicado por natalia às 21:59

 

14 - 1 (2).jpg

 

sinal de nada

tudo tão inquietante!

na mão da noite pela calada

um sentimento bem defenido

a saudade,

que segue a minha estrada...

 

o passado erguido, 

fico desabitada de mim

corro ao encontro do chamamento

ás recordações sem fim

ao profundo da memória

fica-me o coração a contento

perante mim as idades

da minha vida

desde o jogar ao pião

até à ameaça da solidão.

 

a infância gaiola dourada

o mel de flor da idade do amor

o fogo rubro da meia idade

agora horizonte de saudade

 

natalia nuno

 

 

contador de visitas
publicado por natalia às 21:42

14 - 1 (2).jpg

 

trago um sonho inventado

pássaro que dorme em mim

na frescura da manhã

despertando meu silêncio,

trago-o do passado

promessa dum canto sem fim.

 

lendários os dias

tuas mãos macias

nas minhas entrelaçadas,

palavras doces apaixonadas

suspiros d'amor

sentimentos em flor.

 

feitiço de beijos,

no sonho me desejas,

acordo do sonho inventado

quando tu me beijas, e

este desmedido coração

entrega-se a ti com paixão.

 

natalia nuno

 

 

 

 

 

 

 

contador de visitas
publicado por natalia às 21:11

Dezembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
19

22
23
24
25
27

28
29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO