meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

30
Nov 14

14 - 1 (2).jpg

 

a angústia cresce e se apodera

é desvario em mim

ai quem dera, quem me dera

entender este anseio

de amor sem fim

 

ao coração ordeno

e rezo por minha sorte

mas o amor é veneno

mais voraz que a morte

 

nada muda o coração

nem a ferida que o magoa

ai, nem me digam que não

prefiro sofrer à toa...

 

romã

n.nuno

 

contador de visitas
publicado por natalia às 17:48

14 - 1 (2).jpg

 

minhas mãos precisam acariciar

estão cansadas de esperar

de esperar pot ti...

como me veste o vazio

quando me ponho a cismar

que de ti, me perdi

tempo austero e frio

levou meu riso em botão

deixou-me o desalento

componho a solidão

e um pouco de esperança

ainda acalento...

 

romã

n.nuno

contador de visitas
publicado por natalia às 17:39

28
Nov 14

14 - 1 (2).jpg

 

meu corpo fremente

suspira de amor

surges de repente

esquece tudo ao redor

um olhar, um gesto,

um perfume feiticeiro

teu coração traiçoeiro.

 

o que vier aceito

até teu amor

imperfeito...

 

sonho tua presença

me leve ao prazer,

ilusão que alimenta

este meu querer.

 

romã

natalia nuno

contador de visitas
publicado por natalia às 16:24

27
Nov 14

0 (3).jpg

 

choro e também rio

faço silêncio sinto frio

sou vento, estrela e luar

sou bandeira desfraldada

poesia inacabada

sou terra e mar.

sou arado

sou o vai-vém da maré

trago agonia e alegria,

é este o meu fado.

a vida e a morte tão ao pé

a angustia e a paz

às vezes sou forte

de nada e de tudo capaz.

 

sou a tarde a cair

sou noite a abrir

fui sol, sou lua

meu amor, sou tua.

 

romã

natalia nuno

 

contador de visitas
publicado por natalia às 22:06

14 - 1 (2).jpg

 

já não me importa o vôo dos pássaros

nem o murmúrio das gentes

a única coisa que entendo é a saudade

abandonei os sonhos são-me indiferentes

até os instantes de loucura

de desejo e de amor.

a única coisa que entendo é esta dor

que não se apaga,

e o coração me alaga...

 

detrás dos vidros molhados

estou só, perdidamente no tempo

como num mar de gelo

com os sonhos empobrecidos

sem agravo nem apelo.

 

romã 

natalia nuno

contador de visitas
publicado por natalia às 20:21

22
Nov 14

2015 - 1 (15).jpg

 

o que meus olhos cegou

foi a luz do teu olhar,

o fogo neles ateou

vão a morrer devagar

meu olhar a céu aberto

era verde... da natureza

em cinza, agora um deserto

leve faúlha ainda acesa

 

o tempo o entristeceu

chora p'lo teu à procura

meu olhar

não sei se vive ou se morreu

sei-me à beira da loucura...

 

natalia nuno

rosafogo

 

contador de visitas
publicado por natalia às 15:43

20
Nov 14

14 - 1 (2).jpg

 

é noite...

sómente  a lembrança acordada

resistindo no meu peito

aqui se deixa até de madrugada

calma e suave, arrumada

só ela e a saudade cabe

 

flui uma tristeza cinzenta

coalhada nos meus olhos

o silêncio minha alma atormenta

já a noite dorme e me esquece

e de nada me inteira

já quase amanhece

e eu dela prisioneira

 

romã

natalia nuno

 

 

 

 

contador de visitas
publicado por natalia às 22:08

14 - 1 (2).jpg

 

quando nos damos conta

o dia passou

e o que restou,

apenas nada!

o tempo é de silêncio

e solidão

o olhar atravessa a estrada

há ideias perdidas

que com o tempo vão

 

resta a dúvida, a casa vazia,

no fundo da garganta

um nó que arrepia

 

romã

natalia nuno

contador de visitas
publicado por natalia às 18:17

18
Nov 14

14 - 1 (2).jpg

 

a transbordar de alegria

ou de tristeza e desalento

vou criando poesia

em desatino movimento

não tenho audácia de pensamento

exprimo-me com suavidade

e meu tema é a saudade

meu sentimento é real

minha verdade perfeita

a poesia menina eleita

duma beleza rara

que é a minha paixão

que escrevo com o coração.

 

o poeta sempre tem um sonho

escrever...

e se ninguém o entender

nem na sua dor crê

sonhará que é eterno

aquilo que só ele vê.

 

româ

contador de visitas
publicado por natalia às 19:58

14 - 1 (2).jpg

 

serei então tua

enquanto me quiseres

afecto que há muito nasceu

foi talhado no céu

prevalece no tempo

nasceu e cresceu

o destino o marcou

foi Deus

que assim destinou

 

romã

natalia nuno

 

contador de visitas
publicado por natalia às 19:49

Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

19
21

23
24
25
26
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO