meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

29
Out 14

14 - 1 (2).jpg

 

trago páginas impressas

no coração,

que te hei-de deixar

como um juramento de amor

quer leias ou não,

os sentimentos de saudade

que a alma me reconforta

terão sentido e razão

ainda que depois de morta

é que ao partir

meu coração ainda diz

que bem sempre te quis

é pois a minha vontade

falar-te deste afecto

transparente como água

e depois os olhos fechar.

 

Só Deus pode quebrar o laço

nessa hora inquieta

restará o nosso abraço

e minhas palavras de Poeta.

 

romã

contador de visitas
publicado por natalia às 23:56

14 - 1 (2).jpg

 

sem saber como

levo a vida esgotada

ainda agora era manhã

já é noite cerrada

passou o alvoroçer

já lá  vai a madrugada

a tarde deixou de ser

fico nesta suavidade

fundo-me com a minha sombra

eternamente a saudade

no silêncio da alma

tudo acalma e serena

nesta estação amena

e o feitiço da lua

faz-me reencontrar a paz

escrevo o que sinto

e o coração se satisfaz.

 

na minha alma há musica

porque a esperança em mim germina

amanhã serei de novo menina...

 

romã

 

 

contador de visitas
publicado por natalia às 23:49

Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO