meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

08
Set 14

14 - 1 (2).jpg

 

sonhos que invento

de fogo e ternura

em atiçado vento

 

abro-te os braços

e deixo-me amar

teu amor é cura

deixa-me a sonhar.

 

sou feita de chama

tenho sede de entrega

no linho da cama

meu corpo não se nega

e p'lo teu chama.

 

com louca vontade

caindo no cansado

quando chega a saudade.

 

amor eu não sei

se amor imploraste

ou fui eu que to dei,

ou coisa que inventaste,

se é uma canção gasta

que de mim te afasta...

 

ilusão ingénua

ou encantamento

despertando ardor

 

os sonhos que invento

ah...sei lá eu amor!

 

 

romã

natalia nuno

contador de visitas
publicado por natalia às 22:19

03
Set 14

14 - 1 (2).jpg

 

Junto a ti a lembrança afago

aqui na  frescura das manhãs

e nas tardes de sóis

nosso amor abrigado em cada gesto

ah...e me chega uma saudade!

Saudade do gargalhar dos dois,

da felicidade...

Deliro nas lembranças, pouso o olhar

no teu

olhando teus olhos de ambar

que me deixam no céu...

Estendo minha mão

para te acariciar

na ponta dos meus dedos

estão os teus segredos

palavras ditas com paixão

utopia que ainda me traz

obcecado o coração.

 

Como se a vida fosse perene primavera

e eu terra arada à tua espera.

 

natalia nuno

romã

 

 

 

 

 

romã

contador de visitas
publicado por natalia às 22:03

Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO