meu pé de roseira, o bálsamo da minha solidão, meu coração à flor do peito, embriagada no ardor da Poesia, vou-me revelando e cumprindo a minha missão de ser Poeta. TODOS OS POEMAS REGISTADOS NO I.G.A.C.

20
Nov 13

hoje raiou o sol

e sobejou-me a alegria

estreei o meu decote

saltou-me o peito em delírio

fiz da felicidade o mote

e o poema saíu à rua

alegremente,

será felicidade o que sente?

enganámos a tristeza

esquecemos os momentos

de laceração

abrimos a janela da alma

de par em par

e obedecendo à inspiração

o poema não foi feito

foi colhido

dos impulsos amorosos já

esquecidos... para amar

 

 

e por que só vivemos uma vez

fugimos ao dissabor

é bom sentir o ar

o ar puro

sentir reinar nele o amor

 

romã

contador de visitas
publicado por natalia às 00:47

Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10

17
22

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
favoritos

o afastamento...

blogs SAPO